Serviços especializados

Clique sobre o ícone do serviço que deseja saber mais

Disco e pastilha de freio

Inspeção para manter sua segurança em dia

 

O sistema de freio possui diversos componentes, mas focaremos nos três itens que mais se desgastam com o uso: os discos, pastilhas e fluído de freio.

Na maioria dos carros, as pastilhas estão apenas nas rodas dianteiras, mas possuem função essencial na frenagem do veículo. Se estiverem gastas, o carro perderá seu poder de frenagem e ficará mais instável, diferença que pode ser sentida diretamente no pedal. Sua durabilidade depende bastante do uso do motorista, pois caso o carro rode apenas na cidade, por exemplo, o sistema de freios tende a ser usado com mais frequência, o que causará o desgaste das peças mais rapidamente. Geralmente, elas são substituídos em torno dos 20 mil quilômetros rodados.

Já os discos de freio são componentes circulares que ficam nas rodas, em contato direto com as pastilhas. Os discos ficam prejudicados quando estão gastos, tortos ou quebrados, o que provoca trepidações no momento da frenagem e compromete a segurança de quem ocupa o veículo. Os discos de freio duram cerca de 25 mil quilômetros, mas mais importante do que a quilometragem é observar seu desgaste através da espessura do disco, que nunca deve ser inferior ao recomendado pelo fabricante.

Observando os itens acima, você poderá identificar a necessidade de troca das pastilhas e dos discos de freio de forma antecipada, prevenindo problemas na frenagem que poderiam causar acidentes.

O Fluído de freio é mais importante do que se imagina

Pouca gente imagina a importância que o fluído de freio tem no carro. As pessoas se lembram de trocar as pastilhas, e em muitas vezes, os discos também. Mas pouca gente se lembra de trocar o fluído de freio. E isso, além de causar danos sérios ao sistema de freios do carro, pode inclusive reduzir a frenagem do carro, principalmente em situações de emergência.

 

Suas principais características são a capacidade de não se comprimir, suportar altas temperaturas e (infelizmente) de absorver água com o tempo. Assim, com o passar do tempo, há um aumento na quantidade de água no fluido. O sistema de freios de qualquer carro trabalha em altas temperaturas. Um fluido novo (ou em bom estado) suporta com segurança, o acionamento constante do sistema de freios. Mas com o tempo e uso isso altera consideravelmente a sua composição, diminuindo assim seu ponto de ebulição (fervura).

 

Nos momentos onde o sistema de freio for mais exigido, como descida de serra ou estradas com curvas sinuosas, a elevação da temperatura do sistema de freios provocará a diminuição do ponto de ebulição, pois apenas 1% de água misturada no fluido pode baixar até 50ºC o ponto de ebulição. Na prática, isso significa que em situações de uso intenso do freio, o fluido pode ferver. E o gás dessa fervura fará o sistema falhar. Assim o pedal vai baixar e o veículo irá perder os freios.

 

Por isso é importante tomar os seguintes cuidados com o fluído de freio:

- Substituir o fluido de freio uma vez por ano;

- Realize a manutenção preventiva no sistema de Freios pelo menos duas vezes ao ano.

©2020 ANW Motors Serviços Automotivos Especiais | Desenvolvido por Agência 4F

whatsapp_108042.png
facebook_108044.png
youtube_108041.png
instagram_108043.png
botão_whatsapp_site.png